quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

para ninguém

você é a minha cara metade.
ou melhor, você sou eu...
você sou eu com barba e um óculos mais maneiro
você é exatamente igual a mim
por isso não demos certo
excesso de compatibilidade, eu diria
sinto saudades de me reconhecer em outro alguém
de te ligar no meio da noite,
falando baixinho pra ninguém ouvir
[ninguém além de você]
gostaria de te contar meus dilemas agora
tenho tantas dúvidas acerca de tudo e de nada
acho que ninguém além de você me ouviu tanto
ninguém levou tão a sério meus conflitos mesquinhos
ninguém me levou tão a sério
acho que hoje você está feliz
com certeza ela te faz muito bem
e você nem me lê, nem me decifra mais
isso é reconfortante porque sei que nunca lerá essas linhas
e triste porque sei que nunca lerá essas linhas
assim, esse é um poema pra ninguém
é onde dou tudo de mim pra ninguém
obrigada, apesar de tudo
ou por causa de.

Nenhum comentário:

Postar um comentário