sábado, 18 de maio de 2013

[re]sentimento


às vezes a gente sente, lá no fundo do coração, como se houvesse uma porta bem pequenina se abrindo devagar. consigo até ouvir o barulho do seu movimento. e de repente uma vozinha invade minha cabeça e diz bem baixinho, como se fosse canção de ninar, que talvez - e apenas talvez - não tenha mesmo que dar certo. talvez - e apenas talvez - exista outro rumo, além daquele que traçamos; outra vida, além daquela que planejamos; outros sonhos, além daquele que vivemos. talvez - e apenas talvez - nada devesse ser tão difícil.

você se sente feliz agora?

3 comentários:

  1. Dé, sua linda!!!
    Que saudades desse cantinho!
    Beijo grande, querida.

    ResponderExcluir
  2. E só quem se sente confuso diante de uma porta, sabe como pesa ser feliz por um talvez.

    ResponderExcluir